Categories
provedor

Seja um super Prestador de serviços pet!

Um guia para você se tornar um super prestador e fornecer um atendimento humano e empático para tutores e seus pets

Ser um super prestador de serviços pet pode parecer algo que não requer muitas habilidades, mas a verdade é que é mais delicado do que muitos trabalhos cotidianos. Por isso, preparamos um guia completo para você se destacar como provedor(a) e oferecer um serviço de excelência com um atendimento mais humano e super empático. 

Quando falamos em “prestação de serviço” é importante entender sobre o que isso se trata. É tão simples, que chega a passar despercebido por muitas empresas, mas que se realizado da forma certa é um trampolim para o sucesso.

Ser um super prestador ou prestar qualquer tipo de serviço consiste em se doar. Doação é a palavra que mais traduz o que um provedor deve ser. Ele deve se doar por inteiro ao que está fazendo e fazer aquilo com prazer, com amor e com carinho. 

Falando especialmente sobre prestadores pet, este conceito ganha mais peso ainda, pois estamos cuidando não só dos bichinhos, mas dos seres humanos também.

Os tutores são parte fundamental desse processo e todo o atendimento tem que prezar pelo bem-estar do pet e também de seu tutor. Então se deseja elevar o seu nível como provedor destes seres tão fofinhos e que fazem a nossa vida mais doce, se liga nas dicas abaixo:

Trate-os sempre pelo nome

Os tutores têm nome e os pets também. Uma das práticas mais básicas dentro de um bom relacionamento é se dirigir com clareza às pessoas. E também aos pets! Saber o nome dos seus clientes é o início de um relacionamento mais próximo e muito mais tranquilo e confortável que com certeza fará o tutor lembrá-lo como um super prestador.

Imagina só se um tutor percebe que você não sabe o nome nem do pet e nem dele? Isso pode demonstrar uma ponte entre vocês e também um atendimento frio e sem paixão. E ninguém gosta de sentir isso ao ser atendido, não é mesmo?!

Seja organizado(a) e pontual

Ter uma agenda com todos os seus atendimentos listados e ter um senso de organização mais aguçado que o normal fazem toda diferença para que seus atendimentos sejam calmos, e transmitam segurança e confiança. Ninguém gosta de contratar pessoas atrasadas ou que esquecem datas e horários. Ser organizado(a) e pontual é um requisito básico para demonstrar que sua contratação valeu à pena. 

Pratique empatia

Empatia nada mais é do que se colocar no lugar do outro. Principalmente se o outro for um pet.

Entender que cada bichinho tem suas limitações, seus momentos de agitação ou de calma, e até seus momentos carentes, eleva a sua percepção como provedor(a) e lhe dá clareza sobre o que fazer para que o pet esteja em pleno bem-estar.

A empatia voltada ao tutor evidencia situações como:

  • Entender que pode haver um atraso ao pegar o pet, por conta de um engarrafamento;
  • Enviar fotinhas durante o passeio de vocês, porque o tutor está com saudade ou ainda está amadurecendo a confiança e segurança em relação ao seu trabalho;
  • Responder o tutor sempre que preciso para que o mesmo não fique ansioso ou desconfortável enquanto seu pet está longe. Se sempre pensarmos “eu gostaria que fizessem isso para mim/comigo?” já estamos um passo à frente para incluir esta habilidade maravilhosa em nossos atendimentos.

Seja curioso(a) e ofereça o “efeito WOW”

Curiosidade boa é aquela em que você quer descobrir mais sobre o pet e sobre o tutor, pois assim consegue adicionar o “efeito WOW” em seus atendimentos.

Por exemplo, se você souber que o tutor é fã da saga Star Wars e seu cachorro se chama Luke por causa disso, não seria incrível receber o Luke de volta ao seu lar com algum acessório icônico da série?

Ou se você respondesse o tutor com gírias e frases famosas da saga pra deixar a conversa mais lúdica, leve e divertida?!

Quando se é curioso e se descobre mais sobre a vida e a história do pet e do seu tutor (sem ser invasivo(a), é claro), é possível combinar ideias para que o atendimento saia da camada comum e passe para um nível acima, que é o que chamamos de “efeito WOW”, onde as surpresas fazem os dos seus clientes brilharem. 

Pratique sua visão além do alcance

As pessoas agem de acordo com seus interesses. Então, qual o sentido de entrar em contato e saber se o tutor precisa de algo ou se o pet está bem, se não existe nenhum atendimento agendado?! Esse tipo de pensamento é muito comum, pois o individualismo ainda é muito propagado em nossa sociedade. Mas um(a) provedor(a) que tem uma visão além do alcance sempre está encontrando uma forma de realmente levar bem-estar aos seus clientes.

Por isso, mantenha um contato regular com eles, mesmo que não hajam atendimentos marcados. Esteja disponível caso precisem de algo. Pergunte como o pet está. Demonstre que você realmente se preocupa (e isso tem que ser verdadeiro!) e que está disposto a servir e ajudar, assim você se mostra ser um super prestador.

Não temos dúvidas que o tutor perceberá seu carinho e cuidado de uma forma mais atenta. E o melhor disso tudo é que muitos atendimentos podem surgir a partir desta prática, pois na correria do dia a dia nem sempre conseguimos lembrar de tudo. E já dizia um velho ditado: “o que não é visto, não é lembrado!” 😉

Equipe-se de acordo com cada atendimento

Sempre antes de encontrar o pet e seu tutor, esteja equipado(a) de forma correta para tal atendimento. Cada pet possui seus acessórios específicos, mas nada impede de você ter suas cartas na manga, caso seja necessário. Então pensando num relacionamento saudável entre você e os pets, tenha sempre algo que demonstre carinho para com ele, caso a saudade do tutor bater e ele se mostrar um tanto temperamental.

Por exemplo, se o atendimento do dia for com cachorros, que tal levar um petisco delicioso? Se for com um gatinho peludo e fofinho, pode ser um sachê saboroso! Se o fofíneo do dia for um coelhinho, que tal levar algumas folhas verdes como alface ou folha de beterraba?

Já se for um pássaro, como uma calopsita, por exemplo, seria legal ter à mão algumas sementes ou frutas para adoçar o paladar desse bichinho. Não se esqueça de se informar com o tutor se há algum problema nisso ou não. Não queremos que nada de mal aconteça a estas fofurinhas!

Ser um super prestador não é difícil, basta praticar empatia e oferecer tudo aquilo que você gostaria que oferecessem para você e para seu pet. Se for feito com amor, carinho e com cuidado, sempre será incrível. Siga estas dicas e depois conta pra gente como está sendo sua jornada como um super provedor! 😉

Mais Posts da Petly:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *